English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!
Mostrar mensagens com a etiqueta Amizade. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Amizade. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Dia Internacional do Amigo



Bem, esta pelo 20 de Julho, o Dia Internacional do Amigo.
Vou colocar este vídeo do YES como mensagem.
Primeiro porque acho uma ótima música.
Segundo, porque é uma versão acústica de um trabalho que mostra o quanto se pode fazer da mesma maneira, sem tantos acessórios.
E mesmo assim, ser fantasticamente sensacional como só aquela mensagem rápida e sincera de uma amigo de verdade consegue ter. Sabe quanto vale um simples "Oiiii!!!!"??
Ou como aquele simples café compartilhado a dois que pode ser tão intenso.
Terceiro, porque nem todos teus amigos te entendem, mas acham legal que você seja como é. Alguém é esquisito mesmo não é?
Quarto, pelos amigos que passam coisas boas e outras muito boas contigo. E continuam sendo teus amigos quando as coisas ruins acontecem.
Quinto, pelos teu amigos que continuam achando muito esquisitos os teus gostos, mas apreciam tuas qualidades.
Sexto, pelos que tem coragem de dizer que tu está errado e mostram o porque. Mesmo que tu não concorde.
Sétimo, pelos que tem coragem também de dizer que acham que tu está errado, mas porque não concordam com a tua escolha. Pode ser que eles torçam para outro time de futebol ou tenham outra religião!!! Mas não vão deixar de ser teus amigos porque vocês tem pontos de vista diferentes.
Oitavo, porque estes amigos todos, perto ou longe, mesmo que muitos anos sem estarem juntos, ainda pensam um no outro com carinho, pelas coisas boas e também pelas brigas. E se respeitam e valorizam e dão créditos a todos.
Nono, porque aconteça o que for, eles torcem pelo teu sucesso, tua alegria porque são parte do teu sangue, da tua vida.
Décimo, porque os amigos podem ter todas diferenças possíveis, mas sabem que só serão felizes quando todos formos felizes juntos!

.'.

domingo, 25 de agosto de 2013

Sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo




Be happy

Foto: Ana (AlliDzi) - Poland



Sucesso na vida e estar em paz consigo mesmo


A esperança das pessoas muitas vezes reside no simples fato de querermos que outras façam por nós aquilo que não temos coragem (ou disposição) de fazer para nós mesmos.

A alegria do estar suavemente relaxado junto de alguém que se ama, ou estar atento ao canto dos pássaros, pode representar o ideal para alguns. Para outros, o realizável está ainda na área da busca do conforto físico, da busca pela saúde, no anseio de ter acesso à coisas mínimas e indispensáveis para a sobrevivência.

Como poderia alguém relaxar e contemplar quando sequer pode vislumbrar além do prato a sua frente?
De forma alguma, a questão da alimentação, da moradia, dos estudos, viagens, e todas as coisas do mundo material, podem ser consideradas como preocupações dos mais humildes. É uma crença falsa, explorada secularmente de que apenas os pobres ou menos favorecidos pela existência, assim como as vítimas de tragédias, sejam os atingidos pela aflição da falta de recursos materiais.

A qualidade das coisas está na maneira como as encaramos. Temos pessoas de bom nível de renda, com tantos ou até mais problemas do que aquelas consideradas miseráveis pela pobreza. A maior miséria de todas, está na incapacidade do ser humano em se relacionar com a riqueza, na separação dos sentidos básicos de prazer, de satisfação pessoal, de autoestima, de valorização de si mesmo como criatura evoluída.

Os humanos evoluíram como uma espécie que teoricamente deveria estar acima das demais, pelo menos neste planeta. Acontece que, se um rato de esgoto já nasce com seu próprio casaco de pele, porque os humanos, mesmo que em frente a vultuoso patrimônio, sofrem e são incapazes de abastecerem a si próprios com o mínimo necessário?

Desfrutar daquilo que se tem é a primeira e principal lei a ser observada por todo aquele que busca realização e independência.
De nada adianta acumular fortuna, se vives de maneira miserável. As pessoas incapazes de gastar adequadamente parte daquilo que ganham, de forma merecida e justa para satisfação e premiação de seu corpo, sentimentos e pensamentos, naturalmente experimentam de outras formas o que significa a retenção monetária.
O dinheiro é uma forma de energia, assim como os alimentos, as palavras, as emoções, as águas que correm livres. Um exemplo típico de retenção está na prisão de ventre. Gente miserável, o famoso pão-duro, isto é, que recusa-se a gastar (ou dar) o que deveria, normalmente tem problemas graves de retenção dos próprios dejetos (prisão de ventre). Um mau sinal, indicando também o tipo de pensamento que está retido, o estado emocional da mesma forma fica bloqueado. Lei de causa e efeito: a maneira como circula o dinheiro, indica como estão as relações emocionais. Economia nem sempre tem a ver com cuidados apenas consigo mesmo.

Gastos abusados também indicarão uma tendência a perdas descontroladas, tanto emocionais, quanto de líquidos do corpo, ou de amizades frívolas e sem sentido.

Tantas coisas diferentes apenas mostram as múltiplas faces da vida humana. Se permitimos que coisas novas entrem em nossas vidas, estamos permitindo a circulação da energia em nossas vidas.
Por que o universo vai te dar algo novo se fica te agarrando as coisas velhas?

Digamos que a energia venha do Sol. Esta maravilhosa estrela de onde teve origem nosso Sistema Solar nos dá luz, calor, prana vital. Esta energia vêm até nosso planeta, que é nossa base material. Recebemos a energia solar e apoiamos nossos pés na terra para podemos crescer. Assim como árvores que fortalecem e aprofundam suas raízes, devemos ter nossos laços com a terra mãe para poder elevarnos cada vez mais alto em direção aos céus, ao espaço. Experimente saltar para cima sem apoiar-se no chão. Será impossível.

Esta força é a mesma que nos fornece a vida, que nos indica a forma de agirmos em relação ao que recebemos e como podemos e devemos repassá-la, de forma a que tenhamos o verdadeiro proveito da experiência da circulação e ampliação da energia, seja ela qual for, tenha o nome ou a apresentação física, emocional, mental ou espiritual que seja correspondente.

Os relacionamentos, serão como estar com nós mesmos. Aquilo que tu dá para ti, é o mesmo que dá para os demais. Têm a mesma qualidade.

Observa a Lei Universal de Causa e Efeito. Lembramos dela por causa do famoso carma (que não é bem assim, algo a ver com pecado como pensam). Porém, a negatividade e a opressão de interesses às vezes externos, nos aponta sempre o aspecto destrutivo, a invalidação, a negação. O sistema te recorda continuamente que se fizeres isto ou aquilo, serás castigado, roubado, lesado, punido, agredido. Desperta! Causa e efeito vale para qualquer tipo de manifestação.

Recebes o fruto daquilo que plantas. Isto é o que está escrito. Se tens atitudes, gestos, pensamentos e ações negativas, com certeza receberá algum tipo de retorno também negativo para ti. Porém, quando ages, pensas, sente, compromete-se e cumpre com tuas manifestações positivas, com toda segurança terás resultados positivos.

Aquilo que tu plantas, podem ser ventos, discórdias, inveja, insegurança. Algo em que vais tropeçar mais adiante.

Mas se preferes plantar a semente de teus mais lindos sonhos, se divulgas atos luminosos, palavras positivas, atos construtivos, o resultado beneficiará a ti e, com certeza aos demais.

Recorda: para ajudar aos demais, deves ajudar primeiro a ti mesmo. Pela lei de causa e efeito, como pode ajudar alguém sem fazer primeiro por ti? Como pode amar ao próximo sem amar teu próprio corpo, tuas emoções, teus pensamentos?
E como pode amar o feio, o que houver de ruim em ti? É necessário evoluir.

A lei de causa e efeito funciona porque estamos enviando (dando) uma energia para o universo. Esta energia será revertida de alguma forma para nós. Portanto, tens que fazer por ti primeiro, caso contrário, agirás de forma falsa e mentirosa, mesmo que tua intenção seja outra. Simplesmente, estarás enviando cartas vazias para o universo. Como se fossem envelopes vazios. Tu tens que preencher estes envelopes com tuas mensagens, teus pensamentos positivos, tuas construções e obras.

E que são estas obras? Serão as realizações de tua própria vida. Quando te presenteias toda semana com algo para ti mesmo, algo singelo, como um doce, uma pausa para descanso, ou talvez, sempre que puderes, algo de muito valor, estás criando uma energia que será refletida.

Quando compartilhas com teus amigos a delícia de uma celebração pelo colorido de uma tarde ensolarada. Se buscas teus ideais e sonhos com verdadeira vontade de tornar-se vitorioso para que outros possam te seguir.

Se empreende dia a dia tua caminhada pela liberdade e queres que todos venham contigo, luta por ti mesmo, encontra a pegada certa, o apoio sólido, um caminho que te leve ao mais alto cume. Tudo isto será multiplicado pelo universo.


Alguns passos do caminho

Cada pessoa tem sua própria identidade. Busque tua própria verdade. Seja você mesmo.

Como?

Muito antes da busca pelo Nirvana, temos múltiplas opções.

Cada pessoa deve conhecer seu próprio corpo, seu funcionamento, sua alimentação.

Conhecer o mundo onde mora. Para conhecer teu ambiente externo, tens que te relacionar contigo mesmo.

Quando te relacionas contigo mesmo e com teu ambiente externo, podes então conhecer e explorar as relações entre as pessoas.

Quando compreendes as bases da amizade, do companheirismo, iniciam as relações mais profundas. Nascem as relações de família.

Da família, se origina o clã. Do clã familiar surge a vila. Das vilas vêm as cidades. Destas formam-se os estados e países. Um dia, deixaremos de ter divisões políticas (linhas no papel) para termos então verdadeiras relações de irmandade entre os povos. Como imensas famílias.

Neste momento, em que estamos próximos a outra mudança de milênio*, o que podemos fazer de verdadeiro quanto ao nosso mundo? Simplesmente ajudando pelo cumprimento de teu próprio papel, da melhor maneira que puderes. Com ações positivas. Cada pessoa têm sua missão, suas metas, seu fardo de tarefas a cumprir para o bem de todos.

(Nota: *o artigo foi escrito em 1997)


Se tu queres verdadeiramente evoluir, conseguir tudo que aspiras na vida, abandona imediatamente as palavras negativas.
Busca aprender a observar tua mente e transformar os pensamentos negativos de forma a que possas criar coisas novas.
Já se criou destruição demais.
Ajude da melhor forma possível que é a seguinte: simplesmente não crie mais coisas negativas.
Se não tens palavras positivas a dizer, simplesmente não fale. Simplesmente isto.
Uma boca fechada, é melhor que uma boca lançando destruição. Mesmo que te creias com razão, prefere o silêncio.
Nada se constrói a partir do negativo. Usa em teu próprio favor a lei de causa e efeito.

As pessoas não alcançam o que querem, simplesmente por não acreditarem que seja possível, ou por desmerecimento. Porém a luz do Sol está aí para todos não está?

Recorda sempre, que se queres algo com verdadeiro amor, com sinceridade, se o que desejas é justo, planta a semente da criação.

Tu mereces tudo o que existe no mundo. Se tu queres, podes. Se podes, mereces.

.'.

P+
05/06/1997
 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Seus Melhores Amigos: A Turma da Arquibancada




Seus Melhores Amigos: A Turma da Arquibancada
Gilberto Strapazon
24/10/2012



Fazendo um comentário sobre um post de uma amiga no Facebook que trazia o seguinte:

"Posso ser sincero?
Não escute as pessoas negativas. Junte-se a quem enxerga a vida com bons olhos. Alie-se aos que lhe amam de verdade e que curtem seu sucesso. - Marcos Meier"


Lembrei-me de uma palestra que assisti nos anos 90 em que falaram sobre as pessoas que são a tua turma da arquibancada e escrevo a partir desta idéia.


Alguns têm a turma do bar, da farra, dos bons momentos. Ninguém está muito preocupado com você, independente do assunto. Estão apenas passando o tempo, sem mais nada para fazer, sem futuro, sem consciência. Pode ser legal no momento, mas na primeira dificuldade tu estarás sozinho e vai descobrir que plantou sobre pedra, não terá nada para colher, ninguém para segurar tua mão.

Outros têm a turma que participa a sua própria maneira, daquilo que fazem. São aquelas pessoas que gostam de você e do que tu fazes. Torcem por você.

Veja, quando existe uma boa meta em que acredita e essa vale a pena, tu te torna como uma estrela mostrando o caminho que tu fazes para outras pessoas.

Você pode ser um atleta ou uma pessoa que decide tocar um pequeno negócio em frente ou gostaria de ser pintor, escalar montanhas ou quem sabe, fazer algum trabalho social para outras pessoas. Falo das pessoas que fazem alguma coisa a mais na vida, as pessoas que saem do lugar comum. Buscam uma profissão, um estudo, aprimorar a si mesmos, vão se tornar meditadores ou tornarem-se bons naquilo que fazem. Alguns serão grandes campeões famosos. Outros não serão famosos, mas poderão ser os melhores naquilo que fazem.

E estas pessoas terão seus amigos e pessoas que as conhecem e que apreciam o que é feito. Eles formam a torcida, os que te apoiam, mesmo que a distância ou com palavras de apoio.

Elas fazem sua parte incentivando, torcendo, amando. Essas pessoas não entram lá no campo, ou vão escalar a montanha ou atravessar noites estudando. É você quem faz a parte dura. Eles ficam assistindo, torcendo e rezando por você.

E elas são uma das partes mais importantes e mais bonitas de tudo. Um dos grandes prêmios que as pessoas recebem. São justamente elas que te fornecem motivação, incentivo e apoio quando precisa.

Se necessário vão te cobrar e estimular para melhorar. Mas são justamente aquelas pessoas que vão estar ali, com sol ou com chuva.

Veja que elas se alimentam da tua luz e retribuem com seu carinho. É uma troca.

As pessoas que buscam fazer algo em suas vidas vão perceber estes torcedores. Comparando com quaisquer modalidades esportivas, estas pessoas se organizam, alugam ônibus, pegam hotel ou até acampam se necessário, fazem camisetas, criam gritos de torcida, se precisar levam até água para os jogadores. Acho que este é um dos motivos que fez do time do Íbis Sport Club ficar tão famoso. Diz-se que é o pior time do mundo


E é o pessoal da arquibancada que mais vai comemorar cada conquista tua.

E se o que tu busca é o melhor para ti os demais, o prêmio ao final vai ser de todos.

Quando um alcança o topo, todos os que estão na caminhada vão se beneficiar, pois esta luz se propaga. Todos estarão ligados, imagine uma grande corrente humana onde uns apoiam os outros até que um deles chegue lá na ponta e toque no céu que está buscando. Como uma corrente elétrica, essa energia vai se irradiar até a base.

E este é um dos grandes e mais simples segredos para o sucesso: ser agradecido pelo que recebes. Cada pessoa na sua caminhada poderá ser como uma pedra que ajudará na tua subida ou para que tropeces. Então cuide de quem conheces. Mesmo os que te prejudicarem terão feito algo que te estimulou a resistir e ter mais motivos para persistir e continuar na caminhada.

Aprecie sempre os que gostam de você, compartilhe o que faz e o que recebe.

Lembre que uma parte do que você recebe deve sempre ser compartilhada com os demais, incluindo para aquelas pessoas que tu não conheces, mas que necessitam de ajuda.

Aspire alto e deixe que os demais saibam o que tu faz, de forma transparente sempre. Assim nunca temerás que caiam as máscaras, pois ser verdadeiro consigo mesmo é uma tarefa difícil, mas a pessoa torna-se bela quando aceita seus próprios defeitos e trabalha para superar ou seguir apesar deles.


As pessoas estão vendo o que tu faz. E vão gritar a cada sucesso. E vão estimular a cada dificuldade. Haverá momentos em que vão chorar por você. Mas estarão lá.

Deixe que elas entrem na tua vida porque tu também farás parte da vida delas.

Quem é a tua turma da arquibancada?

.'.

sábado, 22 de setembro de 2012

Esteja com Quem Gosta de Você

Fique tranquilo, é um amigo meu filho.
Foto: Autor desconhecido. Localizada em página do Wimp.com no Facebook


Esteja com quem gosta de você. 

Nosso espaço mais próximo é sagrado.

Quando aprendemos a escolher quem pode estar nele também estamos praticando autoestima.

Cuidando da nossa autoestima também damos chance a agradáveis surpresas,
descobrir o belo que está por toda natureza.


.'.


21/09/2012
Gilberto Strapazon (Sw. Prabuddha)

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Espiritualidade sem Drogas

Shaman´s Dream
Foto: rjg329 (Bob G)

Falo que se não pudermos rir da espiritualidade, algo está errado. Por isto que muitas coisas falo brincando, ou do meu jeito levemente irônico, mas muito objetivo (alguém aí falou ácido?)... rssss

Tenho amigos no Daime. E gente que é de grande conhecimento na espiritualidade e magia. Se para eles está bem, fazer o quê?

Pessoalmente, sou absolutamente contra qualquer prática que envolva o uso de substâncias que modifiquem a psique, excepto é claro, se e sómente se forem realmente utilizadas junto a um Mestre que realmente saiba trabalhar noutras dimensões. O que certamente não é o caso de 99,999999% dos que apregoam que podem ou que fazem o que bem entendem. Excursões místicas para tomar algum cházinho num shamã qualquer especializado em atender turistas também estão incluídas nisto.


Se quer saber se a pessoa tem tal capacidade, pergunte a um vidente autêntico, ou um Exu verdadeiro, um tarólogo muito competente, enfim, alguém sério que vai lhe dizer se a pessoa possui mesmo tais capacidades.

Este é o caso de Don Juan, que era mestre de Castaneda e mesmo assim, foram pouquíssimas as ocasiões em que se usou algo para gerar uma determinada modificação.


A experiência com determinadas plantas sagradas é baseada em práticas muito antigas, que ajudam a romper o teu esquema de visão do mundo, mostrar outra realidade.

Mas veja bem, uma vez que você tenha esta descoberta, deve ser capaz de seguir em frente sem o uso destas substâncias.


Se você não consegue continuar sem o uso destas, então você apenas torna-se dependente de uma muleta.
É como aprender a andar de bicicleta com aquelas rodinhas auxiliares. Quando você aprender, liberta-se das rodinhas.

Alguns shamãs/curandeiros/sacerdotes fantasiados fazem isto também e não estou falando só de muitos que tem por aí, na sua cidade, seja nos Andes e noutros locais ao redor do planeta vendendo suco de (-não vou dizer o nome da planta-) para os turistas místicos se chaparem ao som do tambor.

Uma boa bebida, pode ser vinho, com os amigos em frente a fogueira, como os antigos Vikings, pode ser um momento de comunhão espiritual muito mais intenso do que sair se chapando e depois não ser capaz de ter controle sobre o que está acontecendo, nem dos efeitos colaterais.

Vide: Beber pode ser saudável e ecológico. Com moderação é claro!

Um trago de (bom) whisky ainda se resolve no outro dia com suco de frutas ao passo que boa parte das drogas ficarão no organismo e afetando a psique (e seu corpo) por anos.

.'.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Manifesto - O Caminho ao Sol



O plano do "Caminho ao Sol" começa na terra. É na terra que plantamos nossas raízes, crescemos, nos alimentamos, florescemos e damos frutos, para então, poder lançar novas sementes nesta mesma terra que trarão nova vida.
Raízes significam capacidade de sustento, abundância material, riquezas, dinheiro, sustento pessoal, boa moradia, alimentação adequada, necessidade pessoais básicas atendidas, como bom vestuário, diversão, livros, revistas, acesso aos meios de comunicação, viagens, meios de transporte. São nossos laços com este planeta. É impossível pensar em meditação ou qualquer coisa mais elevada com a conta da luz atrasada, a despensa vazia. O corpo não deixa.

O crescimento no "Caminho ao Sol", é o nosso corpo, cuidado, nossas atividades diárias, o trabalhar de forma consistente em metas, em ter o ideal estabelecido de encontrar um caminho pessoal, de descobrir a felicidade e a realização. São nossas atividades profissionais, é o nosso trabalho criativo, é a nossa participação na vida de outras pessoas. São os sentimentos estabelecidos. É o afeto.


O tronco da nossa árvore é a família. Nossa família começa por nós mesmos, o que sentes por ti mesmo é o que sentes pelos demais. Amar-se é fundamental. Depois vêm nossos laços próximos, a irmandade, a fraternidade. Nossos amigos, companheiros, amantes, colegas, os seres amados.
Os galhos são nossas criações. Nossas ramificações no mundo.


As flores, nossas obras primas. Nosso convite para que outros seres venham polinizar, venham compartilhar de seu trabalho para gerarmos uma nova vida. Abelhas, colibris, todos insetos e animais que polinizam as plantas são exemplo da comunhão entre vários reinos. Da mesma forma vamos intercambiar nossos esforços.


Os frutos, são a benção gerada. É algo novo, que será entregue livre para o mundo, para ser apreciado. Boas plantas são úteis ao universo. Dão bons frutos.


Esta é minha proposta, de transformar nosso mundo, a partir de nós mesmos, num pomar maravilhoso.


Gilberto Prabuddha, 1996

.'.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Caminhar por Si e Ter o Mérito da Colheita

Chegar ao cume, por si mesmo!
Foto: Eric Lon

Nuvens que preenchem o céu nos mostram que a beleza da vida, assim como nossos ideais e pensamentos, tem uma duração passageira, mas que faz parte de uma continuidade.

Assim como nalgum momento as belas imagens que passam nos desenhos formados pelas nuvens, retornarão para a terra em forma de chuva, nosso pensamento algum dia deverá tornar-se realidade, seja pelas nossas ações, seja pela manifestação de nossos desejos que atraem as ocorrências.

Nestes anos todos, a vivência tem sido variada, e se por vezes o cotidiano nos faz revisar e questionar o que fazemos, por outro lado, esta mesma continuidade da vida nos mostra que, citando o I-Ching, "a perseverança num caminho correto é favorável".

E o que seria este caminho correto que alguns buscam?

Veja, para o preguiçoso, apenas o que é fácil e cômodo lhe parece bom.

Para o oportunista, nada melhor do que aproveitar-se do trabalho dos demais.

Assim como na natureza, as pessoas também manifestam estes comportamentos.

Outros anseiam por algo que lhes parece uma vida pacífica e sem problemas.

Mas a falta de problemas não indica necessariamente uma vida agradável. É necessário algum vento para que as sementes das árvores possam se espalhar e florescer.

Os aventureiros buscarão o estímulo da busca, do desafio. Alguns se arriscarão de forma imprudente. Outros serão buscadores da vitória interior, de conquistar a si mesmos.

É muito fácil para alguns, aprenderem algumas palavras vazias de alguma revista destas populares, e apregoar um aprendizado que não tem.

São os tais pseudo-pesquisadores de livretos de bancas de revista, os que fazem um curso  rápido qualquer, de preferência quase gratuito, ou que simplesmente tomam para si o trabalho de outros e se intitulam meritórios "mestres".

Lábia de vendedor é usada para inventar algo que parece "papo cabeça" e enganar os incautos iludidos com tantas estórias inventadas. Mas esquecem de observar como alguém de repente aparece apregoando milagrosos conhecimentos sem nunca ter estudado, ou sem que ninguém jamais soubesse. Relatos que mudam de palavras e conteúdos a cada dia sem qualquer consistência.

Mérito representa algo que é merecido. O grande mérito é a sucessão de méritos reconhecidos por outros que tenham tanto ou mais méritos. Só então, do acúmulo de grandes e merecidos méritos, chega-se a vislumbrar a glória.

E um dos primeiros passos é aprender a dar graças pelo aprendizado. Agradecer publicamente, dar os créditos a quem tem ensinou. Mesmo se fores fazer uma citação de um texto, deves agradecer dando os créditos senão tudo que obterá será mais e mais Karma. Então se podes ter Dharma, uma benção positiva, por que deixaria de fazê-lo? É acaso algum tipo raríssimo de semideus que herdou tantos poderes que não precisa de ninguém?

E mesmo assim, se agradeceres falsamente, achando que de uma vez apenas tiras o peso do karma de tuas costas, se engana. O falso agradecimento, a pessoa mal agradecida, apenas coleta mais e mais karma e a pouca energia que pensa ter tomado, correrá para longe e será muito mais difícil reconquistar.

Neste muitos anos, décadas, foram incontáveis os milhares de banhos de água fria, jejuns, purificações, caminhadas na mata, metas a buscar, etc., para aprimoramento e aprendizado das energias. Exercícios, estudos.

Reinícios fazem parte da busca.

Certos aprendizados não são apenas intelectuais, não podem ser apenas anotados.

Isto se deve a correspondência e a relação direta entre os diferentes reinos.

Se falo por décadas de tarot, numerologia, práticas de magia, meditação, etc., falo também de atividades que são absolutamente básicas e que dependem umas das outras para o efetivo aprendizado.

É muito fácil eu colocar a mão na sua testa e lhe dar a visão para jogar cartas. Você pode até pegar meus escritos e intitular-se perito em ocultismo, numerologia, magia, o que for. É como uma pessoa comum pegar a roupa de um soldado e ir direto para o front de guerra! Ou vestir-se de policial por conta própria. Mas qual será a raiz, o que realmente estará dentro de você? Respondo: Só aquilo que tu cuidares por ti mesmo.

Pode-se ganhar um brinde espiritual. Trata-se disto. Adquire-se um talismã, uma benção.

Mas mesmo assim, será necessário o trabalho prático com os elementos, as direções, os planos e dimensões.

Se não cuidares do que recebeste, ao cabo de pouco tempo perderás o presente. Lembre, não é teu, é do universo e a ti é dado para que cuides bem e trabalhe para fixar e aprimorar!

É necessária a prática de algum tipo de disciplina adequada a você para que aquilo não sejam apenas palavras que se falam ao vento ou nas rodas de bate-papo. E que serão perdidas e esquecidas.

Mesmo que você escute as palavras verdadeiras de um mestre, lembre que estas são como sementes que devem ser plantadas num solo preparado, cuidado e regado regularmente. E os frutos, deverão seguir também este ciclo até que em você, seja gerada sua própria plantação, sua própria floresta, seu próprio lugar no mundo.

Um dom que não é usado é apenas um grande peso nas suas costas!

Um dom, uma iniciação que não forem preservados, será perdido, mas ainda assim, estará sujeito a responsabilidade! Deixaste o bastão atirado pelo caminho, mas mesmo assim, logo adiante já estarão te esperando os momentos em que precisarás deste bastão que desdenhaste.

E não importa se já tens títulos e mais títulos nalguma outra área. Poderá ser teu maior castigo ou então, isto poderá lhe ajudar, se tiver humildade, para o aproveitamento e aprendizado das lições que lhes forem passadas.

Sem humildade, de nada adianta, por exemplo, se você for mestre em Karatê e buscar o aprendizado em panificação! Terá que começar de zero, lavando panelas como qualquer aprendiz de cozinha.

Ninguém chega algum dia a ser mestre sem a capacidade de ajoelhar-se para iniciar um novo aprendizado com respeito e perseverança.

E o que um valoroso faixa preto em Karatê teria a ver com saber preparar deliciosos pães, doces, bolos? Simplesmente por primeiro, ser perito em tratar os outros na pancada tem sua serventia quando se usa este conhecimento para controlar e disciplinar a si mesmo, ao invés de impor-se na marra. E porque mesmo o mais valente lutador (poder físico) terá que saber alimentar os demais (poder espiritual).

Tens mais amigos se fores um bom padeiro e cativares pela gentileza, pelo coração (sabedoria), do que se tornar um tirano (vaidade) e fazer as coisas serem a sua maneira na marra, como uma criança teimosa e mimada, quebrando tudo quando contrariado.

Muitos são os que querem o conhecimento, o poder, alguma meta. Mas sem alicerces verdadeiros, tudo que conseguirão será uma efêmera e falsa passagem por algum degrau um pouco mais alto, mas jamais conhecerão o cume da montanha.

Os mestres, de todas as escolas esotéricas e linhas de espiritualidade se conhecem entre si e só os tolos vestem trajes que não lhes cabem.

Pode-se roubar um diploma, um livro, mas nunca o verdadeiro mérito de saber e criar realmente seu conteúdo e assim, poder tranquilamente recriá-lo a qualquer momento.

Quando tens tua própria caminhada, então começará, a saber, como flui o rio da vida e beber de suas águas.

 
.'.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Beber Pode Ser Saudável e Ecológico

Uma Fonte de Água do Whisky (Western Highlands)
Foto: cjh44

Meditação e whisky combinam SIM!

Uma dissertação sobre o caminho do meio.


Whisky também é ecológico. O bom whisky digo.

As melhores destilarias estão situadas nas highlands ou em lugares sabidamente consagrados pela tradição ocultista, aonde existam fontes naturais de águas subterrâneas.

Todos sabem que nascentes assim, são locais energéticos, onde a manifestação das forças elementais e telúricas é elevada.

Desde a antiguidade, os druidas, bem como seus equivalentes por todos os locais do planeta, buscam as nascentes naturais pela sua força mágica e por ser um local adequado para a elevação do espírito, a realização de rituais e pelas qualidades curativas.

Portanto, beber whisky, em quantidade moderada é claro, por exemplo, não mais que uma garrafa ao mesmo tempo (risos...), é ecológico e natural.

Só para lembrar, Gurdjeff era famoso por fazer suas palestras em bares, onde bebia garrafas e mais garrafas de vinho sem ser minimamente afetado pelo álcool, o que era uma demonstração da capacidade de sublimação.


Fonte de água usada no whisky vindo de uma caverna.
Foto: The Yankee Guido


A energia da natureza, do vento, da água, do sol, está presente no que fazemos.

Oportunizar para uma relação mais harmônica, sem negar as boas coisas da civilização, é dar a chance a nós mesmos e aos demais, de uma vida mais plena.

Alegria faz parte da vida.

O ato de beber entre amigos, é um ato instintivo em todas as sociedades.

Propor um brinde, convidar para um café, até mesmo um copo d´água, são geralmente, a primeira manifestação de entendimento.

As pessoas quando estão em acordo, logo dizem: "Vamos beber a isto".

Então, vêm as diversas bebidas.

A primeira de todas é a água.

Depois vêm os chás e sucos de frutas.

Então chegam as bebidas festivas e as cerimoniais.

Houve tempo, em que as bebidas alcoólicas eram de uso exclusivamente espiritual/religioso.

Diversos povos ainda possuem algumas bebidas muito específicas, que se destinam ao trabalho espiritual.

Deve-se atentar que tais bebidas, são usadas dentro de um determinado contexto e jamais deveriam ser ingeridas sem o devido acompanhamento e orientação direta de um mestre realmente versado nas artes. E são muito poucos.

A bebida festiva, nas diversas nações, tem a finalidade de alegrar o espírito, deleitar o paladar.

E claro, como tudo, se o uso for incorreto, perde-se a oportunidade de um bom momento.

Conhecer como o bom whisky, um bom vinho ou uma bebida celebrativa é feito pode ser parte de uma viagem de características mágicas.


Gilberto Prabuddha.'.
28 de Agosto de 2003


Foto: D.Clow - Maryland
 

.'.

Leia outros artigos relacionados clicando nas tags abaixo:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...